À procura daquele alguém com “potencial” de perfeição

O conselho do Élder Robert D. Hales na Conferência Geral de outubro de 2015 chamou a atenção dos jovens adultos solteiros. Ele disse, “ninguém se casa com a perfeição; casamos com o potencial“. Ao ponderar sobre este conselho, fico me perguntando o que os jovens adultos consideram como “potencial”.”

Tenho alguns amigos solteiros e sempre estou preparado para lhes dar referências. Na minha cabeça, estou dando a eles uma oportunidade de conhecer alguns “potenciais”. No entanto, sempre fico um pouco confuso com as suas reações. As nossas conversas normalmente são assim:

Eu: Você está conhecendo alguém ultimamente?

Amigo: Não, na verdade não.

Eu: Bom, você gostaria de conhecer uma amiga minha?

Amigo: Claro. Acho que seria legal.

Eu: Você conhece a _______? Gostaria de sair com ela um dia?

Amigo: Aaaah… Hmmm…

Eu: Ok, e se for a ________?

Amigo: Oh! Eu conheço a _______… É…

Eu: (confuso)

tratar o cônjuge como quer ser tratado

Com este tipo de reação, começo a questionar se eles não enxergam o potencial que eu enxergo ou se simplesmente não estão interessados. O que realmente está acontecendo dentro de suas cabeças? Não quero ser chato, mas amigos solteiros, me escutem: só tenho algumas ideias para compartilhar.

O conceito de namorar, como ensinado pelos líderes da igreja não é o mesmo que nós tínhamos na quarta série. Namorar é quando duas pessoas saem e se conhecem. Elder Hales disse: “Namorar é ter a oportunidade de conversar muito.” Isso não significa que tenham de gostar um do outro imediatamente. Vocês estão basicamente desenvolvendo amizades. Lembre-se, você nunca vai conhecer o potencial de alguém até que você dê a si mesmo uma chance de conhecer a pessoa.

Com a compreensão correta sobre o namoro, os jovens adultos solteiros devem aproveitar a oportunidade para conhecer o máximo de pessoas possível. É um processo de filtragem. Você descobre de quem você gosta, e descobre quem são as pessoas que continuarão sendo seus amigos.

Depois, você pode ir para o próximo nível e fazer certos compromissos ao longo do caminho. Nem todos os namoros levam ao casamento e nem todos os encontros levam ao namoro, mas você nunca saberá disso até correr os riscos.

Todos têm potencial, mas você escolhe se casar com a pessoa com quem quer passar a eternidade. Ou seja, escolha aquele que faz você feliz. Alguém que faça convênio no templo com você e que prometa cumprir com esses convênios.

Sei que namorar e casar não é assim tão simples. Não estou dizendo que seja. Só quero repetir o que o Elder Hales nos ensinou em Conferência Geral. Casamos com potencial!

E a única maneira de enxergar esse potencial é quando começamos a namorar seguindo o conselho de nossos líderes. Então, não há mais nada a dizer a não ser… vá em frente e namore!

Fonte: faith.ph

Relacionado:

Como saber se o que estou sentido é amor verdadeiro?

O post À procura daquele alguém com “potencial” de perfeição apareceu primeiro em Portal SUD.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *