Como lidar com o medo do futuro

O desconhecido não nos deixa confortáveis. E o futuro, é um eterno desconhecido.

“O sábio é um imprevidente. Vive apenas o dia de hoje. Não pensa no futuro. Não planeja nada. Não se atormenta com o que pode acontecer amanhã”. Eis um conceito comum a quase todas as escolas filosóficas: o descaso pelo dia seguinte. Mesmo em situações extremas. Conta-se que um filósofo da Antiguidade, ao ver o pânico das pessoas com as quais estava num navio que chacoalhava sob uma tempestade, apontou para um porco impassível. E disse: “Não é possível que aquele animal seja mais sábio do que todos nós”. Era possível, sim.

O futuro é fonte de inquietação permanente para a humanidade. Daí a recomendação reiterada dos filósofos para que o tiremos da cabeça para nos concentrar apenas no presente. Tememos perder o emprego. Tememos não ter dinheiro para pagar as contas. Tememos ficar doentes. Tememos morrer. Tememos ser traídos numa relação amorosa. Tememos perder os cabelos e ganhar rugas. Tememos, para resumir, o colapso dos nossos planos. É mais inteligente, portanto, dada a deletéria carga de aflições associada aos planos, simplesmente não tê-los? Podemos dizer que nenhum dos extremos é sábio.

quereis

Bem sabemos que o medo do dia de amanhã impede que se viva o dia de hoje. “A imprevidência é uma das maiores marcas da sabedoria”, escreveu Epicuro.

Neste ponto a filosofia ocidental encontra eco em outras tradições. A essência do zen budismo é viver o que se consagrou como o “aqui, agora”. No zen, martela-se o conceito de que o passado, como ficou para trás, já não existe. E o futuro, como ainda está por chegar, também não. Vivamos o presente, então. No cristianismo essa ideia é também potente. Uma das passagens mais líricas e belas do Novo Testamento afirma que a cada dia bastam seus problemas. É nessa passagem célebre que Jesus, aos que se inquietavam com o futuro, cita os lírios do campo, tão calmos em sua beleza deslumbrante. E afirma que nem Salomão, “em toda a sua magnificência”, se vestiu como qualquer um deles.

Mas na prática, como lidar com o medo do futuro? Sugerimos 3 coisas para fazer/pensar:

1)   O futuro não existe.

Entenda que o futuro não existe. Tudo bem pensar que construímos o futuro, no presente. No entanto, não se esgote por algo que sequer chegou ou sequer tem a certeza de que irá chegar. Não estamos dizendo para jogar tudo para o alto e viver de forma desleixada. O que queremos dizer, é que não devemos deixar que o futuro ocupe todo nosso tempo, detenha toda nossa atenção e energia.

2)   Um dia de cada vez.

A vida é uma caminhada e não uma corrida, que vence o que correr mais rápido. Desfrutemos dos pequenos prazeres, dos menores momentos, das simples coisas. Aproveitemos cada dia, como se fosse o último, pois um dia, estaremos certos sobre isso. Lembremo-nos, pois, da escritura de Mateus 6:34, que diz:

“Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal.”

3)   Respire.

Com a correria do dia a dia, muitas vezes não nos lembramos de respirar. Sim, isso mesmo. Nós fazemos várias coisas no modo automático. Queremos produzir mais e mais rápido. Queremos construir o futuro, queremos tanto… Mas desacelere. Respire! Tire 5 minutos do seu dia para notar sua respiração. Respire fundo. Isso fará sem dúvida, muita diferença.

Em resumo…

Somos tanto mais serenos quanto menos pensamos no futuro. Como tantas outras coisas, é mais fácil escrever esta frase do que praticá-la. Mas um bom ponto de partida para todos nós é refletir sobre ela. Vivemos sob o império dos planos, quer na vida pessoal, quer na vida profissional, e isso traz muito mais desassossego que realizações. O mundo neurótico em que arrastamos nossas pernas trêmulas de receios múltiplos deriva, em grande parte, do foco obsessivo no futuro. E não estamos falando num futuro paradisíaco, mas num amanhã cheio de trevas e riscos e perdas. Há um sofrimento por antecipação cuja única função é tornar a vida mais áspera do que já é. Não deixe de ter planos. Não deixe de sonhar. Mas acima de tudo, vive o hoje, porque o amanhã a Deus pertence.

Relacionado:

Mesmo que pareça impossível, você pode mudar

O post Como lidar com o medo do futuro apareceu primeiro em Portal SUD.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *