Encontrar a paz em meio ao medo e ao desespero

A história mais amada das escrituras (e mais aplicada), é sobre medo – medo de um futuro desconhecido, medo da morte aparente, e de tudo o que envolve o medo

O rei da Síria queria capturar Eliseu, o profeta. Durante a noite, um grande e intimidador exército cercou a cidade de Dotã, onde Elias e seu servo vivam.

O servo acordou, viu o exército e ficou apavorado. A resposta de Elias e os acontecimentos subsequentes confortam a minha alma a décadas.

“E o moço do homem de Deus se levantou muito cedo, e saiu, e eis que um exército tinha cercado a cidade com cavalos e carros; então o seu moço lhe disse: Ai, meu senhor! Que faremos?

E ele disse: Não temas; porque mais são os que estão conosco do que os que estão com eles.

E orou Eliseu, e disse: Senhor, peço-te que lhe abras os olhos, para que veja. E o Senhor abriu os olhos do moço, e ele viu; e eis que o monte estava cheio de cavalos e carros de fogo, em redor de Eliseu.”

Você já parou para imaginar como foi? Pare por um momento e imagine a montanha cheia de anjos e carruagens de fogo ao redor de Eliseu. Imagine a mesma cena ao seu redor. Só de ter essa imagem em minha mente, me sinto em paz.

O Livro de Mórmon fala de Jesus Cristo

Aquela promessa de proteção não foi somente para Eliseu e seu servo. O Senhor prometeu:

“Pois irei adiante de vós. Estarei à vossa direita e à vossa esquerda e meu Espírito estará em vosso coração e meus banjos ao vosso redor para vos suster.” (D&C 84:88)

Já senti o poder da promessa do Senhor refletido nas palavras do hino “Que Firme Alicerce”.

Se imagine em cada situação! Veja o Senhor te ajudando a ficar em pé e o guiando através de um rio fundo. Se imagine no meio do fogo – Gosto de imaginar a experiência do fogo ardente de Sadraque, Mesaque e Abdenego – e veja o Salvador ao seu lado.

Imagine que está chorando nos braços do Salvador, implorando por descanso. Imagine a força Dele emanando através da sua alma.

“Na vida ou na morte, no fausto ou na dor,

Quer pobres ou ricos, tereis o seu amor.

No mar ou na terra, em todo lugar,

De todo o perigo vos há de livrar.

Se Deus é convosco, a quem temereis?

Ele é vosso Deus, seu auxílio tereis.

Se o mundo vos tenta, se o mal faz tremer,

Com mão poderosa vos há de suster.

E quando torrentes tiverdes que passar,

O rio do mal não vos poderá tragar,

Pois ele, que pode a tormenta acalmar,

Seus santos queridos, virá resgatar.

Se provas de fogo tiverdes que passar,

Tereis sua graça a vos amparar.

A chama não pode o fiel consumir

Mas queima a escória e o ouro faz surgir.

A alma que em Cristo confiante repousar,

A seus inimigos não há de se entregar.

Embora o inferno a queira destruir,

Deus nunca, oh, nunca, o há de permitir.”

(Que Firme Alicerce – Hino 42)

Quais são os seus faustos, rios, fogos e dores? Visualize Cristo ao seu lado nessas situações. Ele é o nosso firme alicerce, a Rocha na qual podemos ter como base!

Não temas, Eu estou contigo.

As seguintes passagens das escrituras são as minhas favoritas em tempos de medo e tempestades.

Salmos 23:4-6

“Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me consolam.

Preparas uma mesa perante mim na presença dos meus inimigos; unges a minha cabeça com óleo; o meu cálice transborda.

Certamente que a bondade e a misericórdia me seguirão todos os dias da minha vida, e habitarei na casa do Senhor para sempre.”

Isaías 41:10

“Não temas, porque eu estou contigo; não te assombres, porque eu sou teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a destra da minha justiça.”

Isaías 43:4-5

“Enquanto foste precioso aos meus olhos… e eu te amei… Não temas, pois, porque estou contigo.”

1 Crônicas 28:20

“E disse Davi a Salomão, seu filho: Sê forte e tem bom ânimo, e faze-o; não temas, nem te desanimes; porque o Senhor Deus, meu Deus, há de ser contigo; não te deixará, nem te desamparará, até que acabes toda a obra do serviço da casa do Senhor.”

Josué 1:5-9

“Ninguém se susterá diante de ti, todos os dias da tua vida; como fui com Moisés, assim serei contigo; não te deixarei nem te desampararei.

Sê forte e corajoso; porque tu farás este povo herdar a terra que jurei a seus pais lhes daria.

Tão somente sê forte e muito corajoso, para teres o cuidado de fazer conforme toda a lei que meu servo Moisés te ordenou; dela não te desvies, nem para a direita nem para a esquerda, para que sejas bem sucedido por onde quer que andares.

Não se aparte da tua boca o livro desta lei; antes medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer conforme tudo quanto nele está escrito; porque então farás prosperar o teu caminho, e então serás bem-sucedido.

Não to mandei eu? Sê forte e corajoso; não temas, nem te espantes; porque o Senhor teu Deus é contigo, por onde quer que andares.”

O Senhor repetidas vezes faz a mesma promessa aos Seus filhos: Eu estou contigo.

 Aplicar as Promessas do Senhor

E se escutarmos as promessas feitas ao nosso próximo, mas não a nós? Claro, Deus salva aqueles como os profetas, mas por alguma razão, a promessa não deve ser aplicada a mim.

Como podemos acessar as promessas Dele se não acreditamos que elas se aplicam a nós?

Eu costumava acreditar que todo mundo recebia a graça do Salvador, mas de alguma maneira, eu não a recebia.

As razões para isto não importam agora. E não importa porque qualquer um de vocês já se sentiu assim também. Mas está na hora de mudarmos o nosso pensamento.

Desafio vocês a internalizarem os seguintes versículos de Jeremias 29. Os encontrei em um momento onde eu não sabia se realmente poderia encontrar a paz em Cristo.

“Então me invocareis, e ireis, e orareis a mim, e eu vos ouvirei.

E buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes com todo o vosso coração.

E serei achado por vós, diz o Senhor.”

De tempos em tempos, sempre leio essa passagem. Oro por ajuda, para que eu possa acreditar. Eu o chamei pelo Nome. E eu O encontrei. Não foi difícil. Ele promete se achegar a nós, assim que O permitirmos.

“Mestre, não te importa que pereçamos?”

O Salvador e alguns discípulos navegavam em um barco através do Mar da Galileia. De repente uma tempestade ameaçou as suas vidas.

O Salvador dormia pacificamente durante a tempestade. Os discípulos ficaram nervosos e temeram por suas vidas, mas eles sabiam que podiam pedir ajuda a Ele.

“Mestre, não te importa que pereçamos?”

Marcos 4:37-40:

“E levantou-se uma grande tempestade de vento, e subiam as ondas por cima do barco, de maneira que já se enchia.

E ele estava na popa dormindo sobre uma almofada, e despertaram-no, e disseram-lhe: Mestre, não te importa que pereçamos?

E ele, despertando, repreendeu o vento, e disse ao mar: Cala-te, aquieta-te. E o vento se aquietou, e houve grande bonança.”

Uma grande bonança!

Se imagine naquele barco. Imagine que está sendo empurrado e encharcado pelas ondas que quebravam na proa e na popa tentando afundar o barco.

Imagine que de alguma maneira está subindo as escadas e acordando Jesus para ajudá-lo! E imagine quando Ele o faz. Como é sentir isso? O que muda?

“E disse-lhes: Por que sois tão tímidos? Por que não tendes fé?

Como respondemos a Sua pergunta no barco? Como respondemos a Sua pergunta em nossas vidas?

As escrituras me mostram que o nosso medo não é isolado. As escrituras também mostram que quando acreditamos no Senhor, a fé substitui o medo.

E por algum maravilhoso e quase incompreensível milagre, é possível sentir uma grande calma mesmo em meio a um rio furioso ou um fogo feroz, ou um mar tempestuoso.

Porque Jesus Cristo pode dizer para a tempestade de medo presente dentro de cada um de nós, “Calma-te, aquieta-te.” E então nos acalmaremos.

Fonte: LDS Blogs

Relacionado:

Coronavírus | Onde encontrar a paz em meio a tantas provações?

O post Encontrar a paz em meio ao medo e ao desespero apareceu primeiro em Portal SUD.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *