Quando será traduzida a parte selada do Livro de Mórmon?

O Livro de Mórmon é outro testamento de Jesus Cristo. Ele foi traduzido pelo dom e poder de Deus, pelo profeta Joseph Smith. O anjo Morôni havia conduzido o profeta a um monte, e mostrado a ele placas com aparência de ouro. Joseph recebeu ordem de traduzir os escritos antigos, que continham um relato de povos pré-colombianos.

Joseph traduziu apenas parte do registro, e hoje conhecemos essa tradução como “O Livro de Mórmon” – um poderoso testamento sobre Cristo, que corrobora coma Bíblia perfeitamente.

Mas e a parte do registro que não foi traduzida? O que ela contém? Quando será traduzida?

O conteúdo da Parte Selada

Morôni escreveu que o irmão de Jarede (Moriâncumer) incluiu no registro sua visão de todos os habitantes da Terra desde o início até o final dos tempos (ver Éter 3:25; ver também Éter 2:13). Essa visão revela “desde a fundação do mundo até o seu fim” (2 Néfi 27:10). Morôni explicou que “nunca foram reveladas coisas maiores” do que as que o irmão de Jarede viu (Éter 4:4). Sabemos que Morôni incluiu uma cópia selada do relato dessa visão nas placas que entregou a Joseph Smith (ver Éter 4:5; 5:1).

Quando será revelada a parte selada?

Uma resposta breve a esta pergunta se encontra em 2 Néfi 14:26:

“E tem havido também outros a quem o Senhor mostrou todas as coisas e eles escreveram-nas; e elas estão seladas para serem reveladas em sua pureza à casa de Israel, no devido tempo do Senhor, de acordo com a verdade que está no Cordeiro.”

Assim, “no devido tempo do Senhor”, os registros selados serão revelados.

Esse tempo chegará quando cumprirmos as exigências do Senhor. Morôni nos informou quais são elas:

  • Arrepender-se da iniquidade e tornar-se limpo diante do Senhor. (Ver Éter 4:6.)
  • Exercer fé em Cristo como a demonstrado pelo irmão de Jarede e santificar-se. (Ver o v. 7)
  • Não lutar contra a palavra do Senhor nem “negar estas coisas” (o Livro de Mórmon que temos hoje) (v. 8)
  • Rasgar o véu de incredulidade. (Ver o v. 15)

O Presidente Spencer W. Kimball (1895–1985) ensinou que antes que nos sejam manifestadas coisas maiores ou que mais escrituras nos sejam reveladas, temos que ler e acreditar no que já foi revelado:

“Ao longo dos anos, muitas pessoas me perguntaram: ‘Quando o senhor acha que receberemos o restante dos registros do Livro de Mórmon?’ E eu perguntei: ‘Quantos desta congregação gostariam de ler a parte selada das placas?’ Quase sempre todos respondiam que sim. Então eu perguntava à mesma congregação: ‘Quantos de vocês já leram a parte que nos foi dada?’ E há muitos que nunca leram o Livro de Mórmon, que é a parte que nos foi dada. Muitas e muitas vezes procuramos coisas espetaculares, inalcançáveis. Já conheci muita gente que quer viver as leis maiores, mas ainda nem vivem as menores” [The Teachings of Spencer W. Kimball, ed. por Edward L. Kimball, 1982, pp. 531–532].

o nome mormon

Mais escrituras estão para vir

O Élder Neal A. Maxwell (1926–2004), do Quórum dos Doze Apóstolos, falou das escrituras que ainda serão reveladas, principalmente as do Livro de Mórmon:

“Ainda receberemos muitas outras escrituras que foram escritas, inclusive as de Enoque (ver D&C 107:57), os escritos completos do Apóstolo João (ver Éter 4:16), os registros das tribos perdidas de Israel (ver 2 Néfi 29:13) e aproximadamente dois terços das placas do Livro de Mórmon, correspondentes à parte que estava selada: ‘E dia virá em que as palavras do livro, que estavam seladas, serão lidas nos telhados das casas; e serão lidas pelo poder de Cristo; e serão reveladas aos filhos dos homens todas as coisas que ocorreram aos filhos dos homens e que ocorrerão até o fim da Terra’ (2 Néfi 27:11). Hoje carregamos três ou quatro escrituras encadernadas em um só volume, mas chegará o dia, já que mais escrituras virão, em que talvez seja preciso puxar um carrinho abarrotado de livros” (A Wonderful Flood of Light, 1990, p. 18).

Preparação para coisas maiores

O Presidente Joseph Fielding Smith disse:

“O Senhor prometeu-nos maior conhecimento e compreensão do que encontramos no Livro de Mórmon quando estivermos preparados para receber. (…)
Agora o Senhor colocou-nos num período probatório como membros da Igreja. Ele concedeu-nos o Livro de Mórmon, que é uma porção menor, para edificar nossa fé por meio da obediência aos conselhos que ele contém. E quando nós, membros da Igreja, estivermos dispostos a guardar os mandamentos que nos foram dados e a mostrar nossa fé como fizeram os nefitas durante um curto período de tempo, o Senhor estará pronto para trazer à luz o outro registro e entregá-lo a nós, mas não estamos preparados para recebê-lo agora. Por quê? Porque não vivemos à altura das exigências neste estado probatório no tocante à leitura dos registros que nos foram dados e na obediência a seus conselhos.” (Conference Report, setembro–outubro de 1961, pp. 19–20)

Como se dará a revelação das novas escrituras?

Novas escrituras podem chegar a nós de diversas maneiras. Deus pode ditar escrituras antigas a seu profeta moderno; um ser celestial pode entregar ou revelar ao Presidente da Igreja onde estão registros antigos; eles podem ser descobertos por pessoas não ligadas a nossa fé – mas que os conduzirão ao Profeta verdadeiro – como aconteceu no caso da Pérola de Grande Valor e do registro Jaredita (levado até Mosias).

Sabemos que quando as Dez Tribos retornarem e se coligarem trarão novas escrituras (2 Néfi 29:13-14).

Não é tão importante como essas escrituras serão reveladas – mas como serão identificadas como escrituras. Primeiro, elas deverão ser recebidas, traduzidas e disponibilizadas pelo Presidente da Igreja. Ele é quem possui e age com todas as chaves do sacerdócio e é “chamado vidente, tradutor, profeta, apóstolo de Jesus Cristo, élder da igreja pela vontade de Deus, o Pai, e pela graça de vosso Senhor Jesus Cristo” (D&C 21:1).

Tendo o novo texto de escritura sido aprovado pela Primeira Presidência e o Quórum dos Doze, o mesmo será submetido ao corpo da Igreja, que se manifestará apoiando as novas escrituras. Elas serão incorporadas ao cânone de obras-padrão.

Uma pessoa mente quando alega receber revelação de Deus para toda Igreja, ou novas escrituras para o mundo – mas tais textos não foram aprovados pela Presidência da Igreja, nem votados numa Conferência Geral. Devemos estar atentos  para não sermos enganados.

No passado, Hiram Page, um membro da Igreja, possuía uma certa pedra e afirmava estar recebendo revelações por meio dela a respeito da edificação de Sião e da ordem da Igreja. Vários membros haviam sido enganados por essas alegações e até Oliver Cowdery, um dos líderes da Igreja, fora erroneamente influenciado por elas. Pouco antes da data marcada para uma conferência, o Profeta Joseph Smith inquiriu fervorosamente o Senhor sobre o assunto e recebeu a revelação de D&C 28. Nela o Senhor disse:

“Mas eis que em verdade, em verdade eu te digo: Ninguém será designado para receber mandamentos e revelações nesta igreja, a não ser meu servo Joseph Smith Júnior [e aqui podemos incluir todos os Presidentes da Igreja, que ocupam a mesma posição original de Joseph] porque ele as recebe como Moisés. (…)

Pois dei a ele as chaves dos mistérios e as revelações que estão seladas, até que lhes designe outro em seu lugar. (…)

E também, deverás procurar teu irmão Hiram Page, em particular, e dizer-lhe que as coisas que ele escreveu por meio daquela pedra não procedem de mim; e que Satanás o iludiu; Pois eis que essas coisas não lhe foram designadas e a ninguém desta igreja será designada qualquer coisa contrária aos convênios da igreja. Pois todas as coisas na igreja devem ser feitas em ordem e de comum acordo e pela oração da fé.” (D&C 28:2, 7, 11-13)

Existem outros registros antigos como o Livro de Mórmon?

The post Quando será traduzida a parte selada do Livro de Mórmon? appeared first on maisfe.org.

O post Quando será traduzida a parte selada do Livro de Mórmon? apareceu primeiro em Portal SUD.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *