Uma sutil mudança na Igreja parece estar cumprindo uma profecia

Uma das mudanças anunciadas na última Conferência Geral diz respeito a uma alteração no vocábulo da Igreja e talvez isso esteja cumprindo algo previsto pelo Presidente Joseph F. Smith.

O elder Quentin L. Cook, do Quórum dos Doze apóstolos disse:

“Em todos os níveis de liderança da Igreja, Sociedade de Socorro, Moças, Rapazes, Primária e Escola Dominical são chamadas de “organizações” em vez de “auxiliares”. Aqueles que lideram essas organizações no nível geral são “Líderes Gerais”; aqueles que lideram organizações nos níveis da ala e da estaca são “líderes da ala” e “líderes da estaca”. (Conferência Geral outubro de 2019).

As auxiliares da Igreja “existem para ajudar os membros da Igreja a aumentar seu testemunho do Pai Celestial, de Jesus Cristo e do evangelho restaurado. Por meio do trabalho das auxiliares, os membros recebem ensinamentos, incentivo e apoio enquanto se esforçam para viver de acordo com os princípios do evangelho”. (Manual 2, item 9 (2019))

O Presidente Joseph F. Smith, que serviu como sexto Presidente da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, talvez tenha sido o profeta que mais enfatizou as organizações auxilares da Igreja – que consistiam na Sociedade de Socorro, a Escola Dominical, a Primária, a organização para Rapazes e Moças, etc. Ele disse:

“Por intermédio [das] organizações auxiliares temos sido capazes de oferecer auxílio orientador e exercer uma boa influência sobre muitos de nossos rapazes e moças, o que teria sido difícil de realizar pelas organizações do Sacerdócio. Até o momento, essas organizações têm cumprido um trabalho básico extremamente excelente.” (Capítulo 38: Servir na Igreja,” Ensinamentos dos Presidentes da Igreja: Joseph F. Smith, (1998))

O Presidente Smith, contudo, disse que as auxiliares da Igreja são organizações temporárias que podem ser criadas e descontinuadas à medida que as necessidades da igreja e a organização do sacerdócio mudam. Ele também declarou:

“Esperamos ver o dia, (…) que todos os quóruns do Sacerdócio da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias irão entender o seu dever; e assumirão a sua própria responsabilidade, e magnificarão seu chamado, ocupando seu lugar mais alto na Igreja (…) Quando esse dia chegar, não haverá tanta necessidade do trabalho que agora está sendo realizado pelas organizações auxiliares, porque será feito pelos quóruns regulares do Sacerdócio.” (Joseph F. Smith, Conference Report, April 1906, p. 3, in Joseph F. Smith (1977). Gospel Doctrine (rev. ed.) Salt Lake City, Utah: Deseret Book, p. 159.)

Embora o Presidente Smith não tenha dito que as auxiliares irão desaparecer ou ser totalmente descontinuadas, ele enfatizou que o sacerdócio, quando mais maduro, realizaria a maior parte da obra. As palavras do Presidente Smith parecem estar se cumprindo mais plenamente a medida que observamos as mudanças anunciadas pelos profetas nos últimos anos, e em especial na última Conferência Geral. Eis algumas mudanças:

  • Os líderes ensinaram que o evangelho deve ser ensinado e vivido no lar e apoiado pela Igreja
  • O novo Currículo “Vem e Segue-me” enfoca no estudo individual e em família
  • A diminuição da carga horária das reuniões dominicais fez com que o ensino na Igreja diminuísse substancialmente
  • A ministração também alterou o modo como os quóruns e organizações (outrora chamadas auxiliares) agiam – e deu mais flexibilidade e adaptação para o serviço que os irmãos prestam uns aos outros.
  • Descontinuidade da Organização dos Rapazes e das Moças a nível de ala. O bispo  é diretamente responsável pelos jovens e não tem mais líderes auxiliares como intermediários.
  • O bispo e seus conselheiros passam a cuidar primeiramente do essencial e do que não pode ser delegado – como os jovens e as finanças da Igreja. Os demais assuntos são delegados ao Presidente do Quórum e a Presidente da Sociedade de Socorro. Contudo, tais líderes reportam seus esforços ao bispo.

O ato de retirada da palavra “auxiliares” dos procedimentos da Igreja ganha um novo significado quando observamos as palavras proféticas do Presidente Smith. Todo trabalho da Igreja passa a ser um trabalho do sacerdócio, que possui quóruns e organizações que visam o aperfeiçoamento dos santos. A mudança não interrompe o excelente trabalho de salvação realizado pelas organizações outrora chamadas auxiliares – mas coloca essas organizações sobre outra dimensão, às vezes com outras atribuições .

Uma pequena observação: A Sociedade de Socorro tem uma diferença entre as demais organizações da Igreja. Ela é parte essencial da Restauração do Evangelho. O Profeta Joseph Smith organizou as mulheres da Igreja “sob o sacerdócio, segundo o padrão do sacerdócio” (Joseph Smith, Filhas em Meu Reino, p. 12.) e a ensinar-lhes “como viriam a ter os privilégios, dons e bênçãos do sacerdócio” (Joseph Smith, History of the Church, vol. 4, p. 602.). Não vemos as mesmas características em outras organizações, como Primária, Moças, Rapazes e Escola Dominical. Essas demais tem sido modificadas, adaptadas e substituídas de acordo com as necessidades dos santos e orientação de Deus vez após vez. A Sociedade de Socorro parece ter um caráter mais fixo, como organização, tal como os Quóruns do Sacerdócio. E embora frequentemente trada como organização auxilar (e tal tratamento não a desmerece), ela é, sem dúvida, singular.

De qualquer maneira estamos vendo um dia em que o Sacerdócio da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias está assumindo sua própria responsabilidade, magnificando seu chamado, e ocupando seu lugar no Reino. O dia em que as auxiliares tinham necessidade premente esta passando e a autoridade do sacerdócio dos homens e mulheres estão sendo mais e mais usados. Estamos vendo uma época em que o evangelho esta se centralizando no lar e sendo apoiado pela Igreja.

É evidente que as auxiliares eram lideradas pelo sacerdócio – e as pessoas que lá serviam era designadas pelo sacerdócio. E vimos maravilhas através dos programas e organizações como antes constituídos. Contudo, as recentes mudanças conectam todos mais diretamente aos líderes que detêm chaves do sacerdócio, simplificam procedimentos e permitem que o evangelho sejam vivido mais plenamente no seio familiar. Aparentemente o anseio do Presidente Smith está se cumprindo agora com as sutis mudanças que temos visto na Igreja nos últimos tempos.

O post Uma sutil mudança na Igreja parece estar cumprindo uma profecia apareceu primeiro em Portal SUD.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *