Uma hipótese de combinação secreta para os nossos dias

Como muitos de vocês, durante o mês passado estudei Helamã e 3 Néfi 1-7 no Livro de Mórmon. Nunca havia sentido tanta ansiedade ao estudar esses capítulos. Senti como se estivesse lendo sobre eventos atuais e não uma história antiga. Esses capítulos pareciam gritar: “Ei, desperta para o atual perigo das combinações secretas”.

Até onde eu sei, as combinações secretas começaram na terra quando Satanás encorajou Caim a substituir uma oferta, em vez dar que o Senhor havia ordenado. A partir daquele momento, Caim foi levado a invejar as boas obras e os bens de seu irmão. Satanás então introduziu o conceito de assassinato.

“Pois, desde os dias de Caim, havia uma combinação secreta e suas obras eram às escuras” (Moisés 5:51).

O relato de Moisés retrata a raiva de Caim, como ele e sua esposa amavam Satanás mais do que a Deus, como Satanás jurou que Caim guardasse segredo e como Caim se regozijou:

“Na verdade eu sou Maã, o senhor deste grande segredo, para que eu possa matar e obter lucro. Portanto, Caim foi chamado Mestre Maã e vangloriou-se de sua iniquidade.” (Moisés 5:31).

Uma combinação secreta é um grupo de conspiradores unidos por um juramento para realizar atos malignos. As combinações secretas buscam “destruir a liberdade de todas as terras, nações e países; e causa a destruição de todos os povos, pois é instituída pelo diabo, que é o pai de todas as mentiras” (Éter 8:25).

Se não fosse pelo Livro de Mórmon, nossa compreensão das combinações secretas seria a mesma da população em geral.

Em 2017, o presidente Russell M. Nelson disse: “O Livro de Mórmon revela informações previamente desconhecidas” tais como “advertências contra combinações secretas”.

Essas informações “previamente desconhecidas” incluem a trágica morte de duas civilizações, jaredita e nefita, aniquiladas por combinações secretas.

Os membros da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias receberam essas informações para que possam se proteger. Com este conhecimento, vem a responsabilidade. Morôni disse:

“O Senhor vos ordena que quando virdes essas coisas surgirem entre vós, estejais conscientes de vossa terrível situação” (Éter 8:24).

Mórmon nos alertou sobre o que acontece se combinações secretas forem ignoradas ou permitidas.

“E eis que no fim deste livro vereis que esse mesmo Gadiânton veio a ser a causa da ruína, sim, da destruição quase completa do povo de Néfi. Eis que não me refiro ao fim do livro de Helamã, mas refiro-me ao fim do livro de Néfi, do qual tirei todo o relato que escrevi” (Helamã 2: 13-14).

Morôni explicou que a combinação secreta é “mais abominável e iníqua que tudo à vista de Deus”. Ele alertou:

“A espada da justiça do Deus Eterno cairá sobre vós para vossa ruína e destruição, se permitirdes que estas coisas aconteçam… não permitais que vos dominem essas combinações assassinas” (Éter 8:23).

Quando lemos esses trechos de escrituras, temos a impressão que ao derrotar uma combinação secreta, logo outra aparecerá. E isso faz sentido, uma vez que as combinações secretas continuam a guerra que começaram na vida pré-mortal. É global não local, infinita não finita.

Um exemplo de como prevenir que combinações secretas invadam nossas vidas é o contraste entre o que os lamanitas justos e os nefitas fizeram quando combinações secretas começaram a se infiltrar em suas comunidades.

O que os lamanitas fizeram: “E aconteceu que os lamanitas perseguiram o bando de ladrões de Gadiânton; e pregaram a palavra de Deus aos mais iníquos dentre eles, de modo que esse bando de ladrões ficou inteiramente destruído entre os lamanitas” (Helamã 6:37).

O que os nefitas fizeram: “Por outro lado, que os nefitas ajudaram e apoiaram esses ladrões, começando pelos mais iníquos deles, até que eles se espalharam por toda a terra dos nefitas e seduziram a maior parte dos justos, que passaram a crer em suas obras e a participar de seus saques, associando-se a eles em seus homicídios e combinações secretas” (Helamã 6:38).

No livro de Éter há outro exemplo de como lidar com combinações do mal.

O que o Rei Sule fez: “No reinado de Sule apareceram profetas entre o povo, os quais foram enviados pelo Senhor, profetizando que a iniquidade e a idolatria do povo estavam trazendo maldição sobre a terra; e que seriam destruídos, caso não se arrependessem. E aconteceu que o povo insultou os profetas e zombou deles. E aconteceu que o rei Sule julgou todos os que insultaram os profetas. E promulgou uma lei para toda a terra, que concedia aos profetas o direito de irem aonde lhes aprouvesse; e por essa razão o povo foi levado ao arrependimento. E em virtude de o povo haver-se arrependido de suas iniquidades e idolatrias, o Senhor poupou-os e começaram novamente a prosperar na terra… E não houve mais guerras nos dias de Sule” (Éter 7:23-27).

Mesmo que as combinações secretas não sejam enraizadas, o mal progride exatamente como Satanás conduziu Caim, passo a passo.

Para se convencer de que esta é a situação no mundo hoje, basta assistir a um jornal de notícias na televisão. É alarmante como os crimes contra a humanidade estão se multiplicando.

Acho que somos uma nação adormecida e precisamos acordar, como Samuel, o lamanita advertiu, “procrastinastes o dia de vossa salvação até que se tornou, para sempre, demasiado tarde; e vossa destruição é certa” (Helamã 13:38).

O verbo ‘despertar’ é usado nas escrituras diversas vezes como uma admoestação profética.

As últimas palavras de Lei para seus filhos admoestam: “Oh! Quisera que acordásseis; que acordásseis de um profundo sono… Despertai! e levantai-vos” (2 Néfi 1:13-14).

Isaías disse: “Desperta, desperta! Veste-te de força, ó braço do Senhor!” (2 Néfi 8:9).

Jacó incitou seu povo ao dizer “acordardes do sono da morte” (Jacó 3:11).

Alma pediu a seu povo que despertasse e exercesse fé: “eis que, se despertardes e exercitardes as vossas faculdades, pondo à prova as minhas palavras, e exercerdes uma partícula de fé” (Alma 32:37).

Um dos últimos conselhos de Morôni foi: “desperta e levanta-te do pó” (Morôni 10:31).

Se um profeta ordena que você desperte, isso significa que você está figurativamente deitado dormindo e perdendo algo crucial.

De maneira muito interessante, a sessão da conferência geral de abril de 2020 na manhã de sábado foi aberta com o hino, “Awake and Rise”, em português, “Despertai e Levantai-vos” (não há versão do hino no hinário em português.)

A sessão da manhã de domingo da conferência de outubro de 2020 foi aberta com o hino: “Awake and Rise”. A primeira frase do hino é um alerta: “Despertai e levantai-vos, ó nações adormecidas” (Hino Nº 8 no hinário em inglês).

O Élder Ezra Taft Benson alertou sobre combinações secretas em seu livro A Nation Asleep. A mensagem do livro é sobre como as combinações secretas ameaçam a vida, a liberdade e a prosperidade e como as pessoas ainda assim estão adormecidas para este problema.

Em 2001, o Presidente Gordon B. Hinckley disse:

“O Livro de Mórmon fala a respeito dos ladrões de Gadiânton, uma organização secreta perniciosa e baseada em juramentos, cujo único fito era praticar o mal e a destruição. Em sua época, eles fizeram tudo a seu alcance, lançando mão de quaisquer meios existentes, para destruir a Igreja, iludir as pessoas com sofismas e tomar o poder na sociedade. Vemos as mesmas coisas na situação atual.”

Em abril de 2020, o Presidente Nelson disse:

“As profecias de Sua Segunda Vinda ainda estão por se cumprir. Estamos nos aproximando do ápice desta última dispensação — quando a Segunda Vinda do Salvador se tornará realidade.”

Tudo isso me fez pensar se as palavras relacionadas às combinações secretas do Livro de Mórmon aumentaram à medida que os nefitas se aproximavam cada vez mais da vinda de Jesus Cristo.

Para provar esse pensamento, pesquisei os termos combinações secretas e sociedades secretas. Os períodos ocorrem nove vezes e são, em sua maioria, afirmações generalizadas.

Em seguida, procurei bando de ladrões, Gadiânton, Quiscúmen e assassinato. Essas referências falam de atos específicos.

Bando(s) de ladrões é encontrado 8 vezes em Helamã e uma vez em 3 Néfi 1.

Gadiânton é encontrado 18 vezes em Helamã e 7 vezes em 3 Néfi.

Quiscúmen é encontrado 18 vezes em Helamã e 1 vez em 3 Néfi.

Bando(s) é encontrada 23 vezes em Helamã e 3 vezes em 3 Néfi.

Assassinato é encontrado 39 vezes no Livro de Mórmon, sendo que 24 dessas referências estão em Helamã e 3 Néfi 1–7.

A hipótese é válida. Antes da vinda de Cristo, referências às combinações secretas que tramavam secretamente ou aterrorizavam abertamente o povo aconteciam apenas em Helamã e 3 Néfi entre os capítulos 1 e 7. (As combinações secretas não são mencionadas novamente até 270 anos após a vinda do Salvador.

E então “aconteceu que a parte iníqua do povo começou a restabelecer os juramentos e combinações secretas de Gadiânton” (4 Néfi 1:42).

Em seguida, procurei identificar características de homens e mulheres que pertencem a organizações secretas.

Eles são de “sobremaneira hábil no falar”. Eles lisonjeiam. Eles fazem convênio de que ninguém deve conhecer [sua] maldade.

Eles traçam planos para destruir o governo e “as almas dos homens”. “Eles têm seus sinais secretos”. Eles corrompem as leis do país.

Eles assassinam, roubam, buscam o poder, saqueiam, roubam, se envolvem com prostituição. Eles ocupam as cadeiras de juízes com compatriotas, condenam os justos e deixam os culpados sem punição.

Eles usurpam o poder, não fazem justiça e obtêm ganhos e glórias do mundo. Eles dão “ouvidos às palavras do maligno”. Eles colocam seus corações “nas coisas vãs do mundo”.

Todas as referências acima estão em Helamã, nos capítulos 2 e 12.

Ao citar Isaías, Néfi resumiu: Eles “ao mal chamam bem, e ao bem, mal; que fazem da escuridão luz, e da luz, escuridão; e fazem do amargo doce, e do doce, amargo!” (2 Néfi 15:20).

Essas pessoas não são pessoas comuns que fazem coisas ruins. São conspiradores que se alistaram no exército do diabo. O apóstolo Paulo disse: “Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue”.

A eterna batalha é “contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste mundo, contra as hostes espirituais da maldade nos lugares celestiais.” Efésios 6:12)

Durante a última conferência geral, o Presidente Nelson disse:

“Nestes tempos trabalhosos sobre os quais o apóstolo Paulo profetizou, Satanás não está mais tentando esconder seus ataques ao plano de Deus. Um mal audacioso se prolifera.”

Jesus Cristo deu a melhor maneira de discernir pessoas boas daquelas que fizeram convênio de destruir o arbítrio. Ele disse: “pelos seus frutos os conhecereis” (Mateus 7:20).

Leí identificou frutos opostos: justiça ou maldade, felicidade ou miséria, bom ou mau, vida ou morte, incorrupção ou corrupção, sensibilidade ou insensibilidade. Os bons vivem pela lei eterna – o poder, a misericórdia e a justiça de Deus.

Membros de combinações secretas consideram a bondade como algo que foi criado “em vão” e que “destruiria a sabedoria de Deus” (2 Néfi 2:11-12).

homem certo

Os frutos de todas as pessoas são uma extensão de seus valores fundamentais.

Em 1943, durante a Segunda Guerra Mundial, Norman Rockwell retratou sua visão de um mundo melhor que se apoio em quatro valores – liberdade de expressão, liberdade religiosa, liberdade de querer e liberdade de viver sem medo.

Como seus valores essenciais se comparam aos nefitas e lamanitas da época de Helamã? Se você vivesse na época do rei Sule, teria concordado com a maneira como ele protegeu os profetas?

Quando você compara seus valores às plataformas, sites e influenciadores que segue, com seus valores se alinham ao dessas pessoas e conteúdos?

Quando você estuda O Cristo Vivo, A Família: Proclamação ao Mundo e A Restauração da Plenitude do Evangelho de Jesus Cristo – Uma proclamação bicentenária ao mundo, até que ponto seus valores estão de acordo com esses documentos?

“E dia após dia emite a tua voz de advertência; e… não permitas que os habitantes da Terra adormeçam por causa de tuas palavras.” (D&C 112:5).

Fonte: Meridian Magazine

The post Uma hipótese de combinação secreta para os nossos dias appeared first on maisfe.org.

O post Uma hipótese de combinação secreta para os nossos dias apareceu primeiro em Portal SUD.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *