Foi assim que Doutrina e Convênios mudou ao longo dos anos

No início da década de 1830, para que uma pessoa pudesse ter acesso a uma cópia das primeiras revelações de Joseph Smith, ela precisava de uma permissão e o copiava à mão.

“E em 1831, sabemos de algumas pessoas que tiveram acesso às revelações, mas em geral, os membros da Igreja não tinham acesso a elas”, disse o Élder LeGrand R. Curtis Jr., historiador e registrador da Igreja e Setenta Autoridade Geral.

Em uma conferência no dia 1º de novembro de 1831, foi decidido que seriam impressas 10 mil cópias das revelações com o título “Um livro de mandamentos para o governo da Igreja”. As revelações também foram publicadas no jornal “The Evening and Morning Star”.

Desde então, houve várias edições do que hoje conhecemos como Doutrina e Convênios. Confira algumas informações do Élder Curtis sobre várias das edições anteriores.

Livro dos Mandamentos, 1833

Impresso em Independence, Missouri.
Em julho de 1833, turbas destruíram a prensa tipográfica e o edifício durante a impressão.
Das páginas salvas, 64 capítulos e meio – como as seções eram chamadas – foram incluídos.
Os capítulos eram vendidos por 25 centavos cada, e a pessoa encadernava sua própria cópia.

Doutrina e Convênios, edição de 1835

Impressa em Kirtland, Ohio, em 1835.
Continha as sete Lectures on Faith” (a doutrina) e 103 revelações (os convênios).
Aceito pela Igreja em 17 de agosto de 1835.
Foi incluso o “Apêndice”, agora conhecido como Seção 133.

Edição de 1844

Impressa em Nauvoo, Illinois.
Era composta de 103 seções na edição de 1835, e 7 itens adicionais.
A seção 111, agora seção 135, um tributo a Joseph e Hyrum Smith, foi acrescentada durante a impressão e em um texto menor para caber na página do final do livro.

Edição de 1876

O Élder Orson Pratt, então historiador da Igreja, trabalhou na nova edição.
As seções foram reordenadas para estar em uma ordem cronológica aproximada.
26 novas seções foram adicionadas, incluindo as seções 2, 13, 109, 110, 121-123, 132 e 136.
Os tamanhos dos versículos e os títulos das seções mudaram.
O índice analítico foi ampliado.

Edição de 1921

Um comitê de 5 apóstolos (composto pelos Élderes George F. Richards, Anthony W. Ivins, Joseph Fielding Smith, James E. Talmage e Melvin J. Ballard) revisou Doutrina e Convênios.
Eles recomendaram adicionar 20 seções, mas nenhuma foi adicionada. (Não se sabe exatamente quais eram essas seções.)
O Manifesto de Wilford Woodruff foi intitulado como uma “Declaração Oficial. (Ele havia sido incluído em impressões recentes.)
A parte “Lectures on Faith” foi removida

Edição de 1981

Duas revelações que estavam na Pérola de Grande Valor de 1976 – a visão de Joseph Smith do reino celestial e a visão de Joseph F. Smith da redenção dos mortos de 1918 – foram adicionadas como seções 137 e 138.
A revelação de 1978 sobre o sacerdócio foi incluída como uma segunda declaração oficial.
As notas de rodapé foram alteradas para corresponder à edição dos santos dos últimos dias da Bíblia em inglês, publicada pela primeira vez em 1979.

Edição de 2013

Os títulos das seções foram alterados para incorporar novas pesquisas históricas, principalmente por meio do projeto Joseph Smith Papers.
Foram adicionadas introduções históricas às declarações oficiais.
Pequenos erros de ortografia e pontuação foram corrigidos.
Erros de notas de rodapé e índices foram corrigidos.
Com novas impressões, são feitos pequenos ajustes conforme necessário.

Fonte: Church News

O post Foi assim que Doutrina e Convênios mudou ao longo dos anos apareceu primeiro em Portal SUD.

O post Foi assim que Doutrina e Convênios mudou ao longo dos anos apareceu primeiro em TV SUD.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *